5 diferentes tipos de maquininhas de cartão: entenda mais sobre

  • Vendas
5 diferentes tipos de maquininhas de cartão: entenda mais sobre

No primeiro semestre de 2018, o setor de cartões movimentou no país um total de R$ 720 bilhões, de acordo com informações da Associação Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito e Serviço (ABECS). Esse número, que é 13,7 % maior em relação ao mesmo período do ano anterior, reflete a predileção do brasileiro por essa forma de pagamento, que une segurança e praticidade.

Isso significa que todos os varejistas, seja de pequeno, médio ou grande porte, devem estar preparados para receber esses pagamentos. Todas as máquinas funcionam de forma parecida: são compostas por um dispositivo eletrônico conectado a uma rede. Esse dispositivo é capaz de ler as informações fornecidas pelos cartões e liberar a operação mediante a inserção dos valores e das senhas. Porém, há algumas diferenças entre as máquinas que podem fazer diferença para o seu negócio.

Por isso, trouxemos neste post algumas particularidades dos principais tipos de máquinas de cartão disponíveis no mercado. Vamos lá?

1. TEF

As máquinas do tipo TEF (sigla para Transferência Eletrônica de Fundos) são muito comuns em supermercados e farmácias. Elas ficam presas ao caixa e, por isso, são melhor aproveitadas em comércios que não dependem da mobilidade desses equipamentos.

No entanto, por estarem fixadas ao caixa, elas são interligadas ao sistema de emissão de notas fiscais e trabalham com mais de um adquirente ao mesmo tempo.

2. POS

As POS (sigla em inglês para Ponto de Serviço) são as máquinas mais populares no varejo. O visual delas é similar ao de uma TEF. Elas ficam ligadas a uma linha telefônica e cada dispositivo trabalha com uma empresa específica, que geralmente aluga os equipamentos. A impressão do recibo é feita de forma integrada, sem a necessidade de uma impressora à parte.

3. POS Wireless

Para quem precisa de um pouco mais de mobilidade — e conta com uma boa rede de wi-fi em seu estabelecimento —, a POS Wireless é a melhor escolha. Com ela, fica mais fácil atender o cliente diretamente, mesmo que seja na mesa de um restaurante, por exemplo.

4. POO

As máquinas POO ( sigla que pode ser traduzida como ponto de venda externo) levam a mobilidade das POS Wireless a outro nível. Além de funcionar com a rede wi-fi, elas contam com o espaço para a inserção de um chip de celular, o que permite a conexão com a rede de internet móvel (3G ou 4G) das operadoras de telefonia. Logo, elas são recomendadas para taxistas e entregadores, que precisam receber pagamentos em qualquer lugar.

5. Mobile

Para quem quer contar com mobilidade, mas sem precisar carregar uma máquina por ai, deve conhecer as opções para recebimento mobile. Essa tecnologia usa pequenos dispositivos de leitura de cartões, que podem ser conectados a um smartphone, por meio de um cabo ou via bluetooth. A partir disso, as transações são feitas pela rede do celular. Em alguns casos, será necessário baixar o aplicativo da empresa adquirente no celular — e alguns desses dispositivos só aceitam cartões de crédito.

Diante da variedade dos tipos de máquinas de cartão disponíveis, o varejista deve avaliar as características do negócio e, a partir disso, definir qual modelo atenderá melhor suas necessidades.

Quer continuar acompanhando nosso trabalho? Então siga e curta a Tiquei nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn e Youtube.

Se junte ao universo Tiquei

#somosmulti #somostiquei

Baixe gratuitamente:

  • Av. Paulista, 2313
    Bela Vista - São Paulo
    Cep: 01311-934
  • (11) 9 7551.8030

Baixe o app:

Fechar Menu