Novo Normal: conheça o cenário do comércio pós pandemia no Brasil

Novo Normal: conheça o cenário do comércio pós pandemia no Brasil

Ainda que as medidas de isolamento social estejam sendo flexibilizadas, os desafios trazidos pela pandemia do novo coronavírus ainda não terminaram, infelizmente. Por isso, quem trabalha com comércio deve dar atenção a todas as alterações necessárias para adaptar seu negócio ao novo normal — e, claro, não perder nenhuma venda.

Para ajudar você nessa jornada, este artigo vai mostrar o que esperar para o futuro e como se adaptar ao cenário do comércio pós pandemia. Boa leitura!

As mudanças na estrutura física do varejo

Como você já deve saber, nas cidades em que o comércio foi reaberto pelas autoridades, diversas medidas foram tomadas para garantir a segurança dos consumidores e dos colaboradores.

Algumas das ações mais comuns são a restrição da ocupação do espaço físico e a disponibilização de formas de higienizar as mãos, como álcool em gel e pias. Ou seja, a estrutura física do varejo teve que ser repensada para atender a essas exigências.

Mas as mudanças são diversas. Elas vão desde a instalação de pontos para a lavagem das mãos e de divisórias de acrílico até melhorias na circulação de ar, dando sempre preferência para a ventilação natural. Eliminação de filas e implementação de protocolos de higiene específicos, como em provadores de roupa, por exemplo, também fazem parte do processo.

As novas formas de se fazer negócio

A experiência da loja física tende a permanecer como primeira opção da maioria dos consumidores. Isso se deve a diversos motivos, como a comodidade de ter o produto comprado imediatamente em mãos e as barreiras comumente encontradas no comércio virtual: falta de conexão com a internet, de acesso a métodos de pagamentos digitais ou mesmo a desconfiança do ambiente digital.

No entanto, com os riscos de saúdem muitos consumidores ainda vão manter distância dos estabelecimentos por um bom tempo. Por isso, é importante que seu negócio invista em vendas online para não perder faturamento e perder espaço para a concorrência.

Felizmente, implementar um sistema de vendas pela internet não é tão complicado como um dia já foi. Mesmo quem tem pequenos negócios pode contar com diversas soluções que facilitam a exposição de produtos e a realização de vendas a distância.

Com o auxílio de aplicativos de entrega, de uma plataforma marketplece ou até mesmo do WhatsApp você consegue atender os seus clientes de forma remota, garantindo que eles sempre estejam satisfeitos.

Os novos comportamentos dos clientes

Além das compras online, muitos outros comportamentos dos consumidores permanecerão no pós pandemia.

O primeiro deles envolve as incertezas relativas à segurança financeira. Esse fator diminui as compras por impulso e prioriza a aquisição de bens essenciais ou de produtos com melhor custo-benefício. Com mais medo do futuro, é provável que os consumidores posterguem compras maiores e evitem assumir compromissos de longo prazo.

Outras alterações envolvem toda a jornada de compra do consumidor. Elas vão desde mudanças nas formas de divulgação, como adotar o WhatsApp, até as formas de pagamento, dando preferência a métodos que evitam o contato físico.

Ainda é provável que os consumidores cheguem até você mais decididos, sabendo bem o que precisam comprar, e fiquem por menos tempo na loja. Por isso, vale a pena investir em mecanismos que facilitem a vida do consumidor e agilizem o seu processo de compra.

Depois de meses difíceis, há luz no fim do túnel para o comércio pós pandemia. Com as devidas adaptações e os cuidados necessários, é possível ,sim, atrair os consumidores e fazer ótimos negócios. Mas lembre-se de sempre ter em vista um atendimento humanizado, que leve em consideração as necessidades dos clientes.

E para você? Como está sendo a experiência de venda durante este período? Deixe seu comentário abaixo e nos conte!

Se junte ao universo Tiquei

#somosmulti #somostiquei

Baixe gratuitamente: