Entenda como lidar com a contestação de compra e evitar prejuízos

Entenda como lidar com a contestação de compra e evitar prejuízos

As compras virtuais, embora representem uma grande comodidade tanto para donos de negócios, quanto para clientes, escondem diversos riscos. Do lado de quem vende, é sempre importante ficar atento a toda contestação de compra feita.

Sem isso, os prejuízos serão consideráveis, comprometendo a gestão financeira do negócio. Por isso, é importante saber como lidar com esse tipo de situação da melhor forma possível e manter as contas da sua empresa em ordem. Quer saber como? Continue a leitura!

Como funciona a contestação de compra?

Na maioria dos casos, a contestação de compra acontece em compras feitas pela internet utilizando o cartão de crédito. E a razão para isso é simples: numa compra feita numa loja física utilizando dinheiro, todo o processo de devolução do produto e ressarcimento do valor pago precisa ser feito de forma presencial.

Nas compras virtuais, claro que isso não é necessário. Basta o consumidor, após conferir a fatura do seu cartão não reconhecer o lançamento de determinados valores. Em seguida, ele comunica a instituição financeira.

Na maioria dos casos, a instituição dá razão ao cliente e por vias das dúvidas, estorna os valores pagos, bloqueando qualquer pagamento ao lojista. Tal processo também é conhecido como chargeback.

Embora ele seja importante na prevenção de fraudes, pode representar um prejuízo considerável para quem vende. Além do prejuízo do produto enviado, são desperdiçados todos os recursos empregados para a concretização daquela venda. Em casos extremos, as bandeiras de cartão podem deixar de fazer negócio caso o índice de chargeback em determinado negócio esteja muito alto.

Como lidar com isso?

O primeiro passo para lidar com a contestação de uma compra é tentar identificar sua causa.

Em muitos casos, ela não é feita por má-fé do cliente, principalmente quando ele efetivamente foi vítima de fraude. Isso acontece de forma cada vez mais frequente devido a clonagem e roubo de dados dos cartões.

Além disso, é preciso considerar eventuais insatisfações do cliente em relação do produto (defeito, atraso na entrega), falha no processamento ou no processo de autorização da compra.

Com a causa identificada, reúna documentos e dados que comprovem a efetivação da compra, como notas fiscais, comprovante de venda com utilização de senha, e comprovante de entrega correta do produto ou serviço. Reunindo tudo isso é possível abrir uma disputa pela compra e, caso comprovado a veracidade, reaver o dinheiro.

Qual a melhor solução para esse problema?

A melhor solução para não sofrer com contestações de compra passa pela combinação de prevenção e organização.

De um lado, a prevenção ajuda a identificar possíveis fraudes antes que elas se concretizem. Por isso, serviços que fazem a análise do perfil dos consumidores e bloqueiam compras que apresentam inconsistências são altamente recomendáveis.

Do outro, é essencial manter um controle de vendas. Nessas horas, a Tiquei oferece um aplicativo que facilita a gestão financeira, registrando todas as transações feitas, incluindo as vendas realizadas, os pagamentos recebidos e a previsão de lançamentos futuros. Desse modo, todas as informações ficam acessíveis a poucos cliques.

Claro que o ideal é que não fosse necessário se preocupar com nenhuma contestação de compra. Todavia, diante do cenário atual, contar com as melhores soluções, como é o caso do app Tiquei, é uma garantia a mais de tranquilidade para o dia a dia da gestão financeira.

Quer saber mais sobre como a Tiquei pode ajudá-lo? Então entre em contato agora mesmo!

Se junte ao universo Tiquei

#somosmulti #somostiquei

Baixe gratuitamente: