Conheça as novas regras do pix e veja o que mudou

Conheça as novas regras do pix e veja o que mudou

Atualmente, o pix consiste em uma das formas mais utilizadas para fazer transferências financeiras. Assim, é possível enviar e receber dinheiro a qualquer hora do dia. O pix é uma ótima solução que otimiza o dia a dia durante a realização de pagamentos e recebimentos. 

Porém, junto com a praticidade veio também o aumento no número de fraudes devido a facilidade da transação. Por isso, o Banco Central anunciou algumas mudanças nas regras visando aumentar a segurança dos usuários. Continue a leitura e conheça as novas regras do pix! 

Uso noturno 

Agora, durante o período noturno é permitido realizar transações no valor de até R$ 1.000,00, tanto para pessoas pessoas físicas como pequenos e micro empreendedores individuais, entre as 20 e as 6 horas. A definição do horário também pode ser gerenciada pelo cliente, se ele desejar aumentar as restrições.

Alterações de limites

Outra importante alteração realizada no pix é relacionada ao limite, ou seja, haverá um prazo mínimo de 24 horas e máximo de 48 horas para que seja autorizado o pedido do usuário para aumento de limite durante as transações, feito por meio das ferramentas digitais. É válido mencionar que isso é válido tanto para pix quanto para TED, DOC, boleto, cartão de débito e transferências intrabancárias. 

Cadastro de contas 

Uma mudança válida é que os clientes conseguirão cadastrar previamente as contas que poderão receber pix acima do limite autorizado. Essa ação permite que o usuário deixe seus limites baixos para as demais transações. É determinado um tempo mínimo de 24 horas para que a inscrição prévia de contas no aplicativo tenha efeito, impossibilitando o cadastramento em situações de perigo. 

Diminuição de fraudes 

Para conseguir combater situações de fraudes, será preciso que os bancos que realizam pix marquem no Diretório de Identificadores de Contas Transacionais (DICT) informações de contas com suspeitas de fraudes no pix e em outras transações bancárias. Isso para garantir a segurança dos clientes e reduzir os índices de fraude e roubo no sistema. 

Bloqueio de transações 

Outra nova regra diz as transações podem ser bloqueadas por 30 minutos durante o dia e 60 minutos durante à noite. Os bancos serão capazes de reter uma transação para avaliar o risco da movimentação. Sendo que isso deverá ser informado ao cliente para que ele esteja ciente e, assim, evitar maiores contratempos. 

Histórico de comportamento de crédito 

Também haverá um histórico de crédito e de ações feitas, para que as empresas e clientes consigam antecipar seus recebíveis ou pagamentos que serão efetuadas no mesmo dia.

Portanto, com a elevada utilização do pix foi necessário algumas adaptações, com a finalidade de diminuir as chances de fraude uma vez que muitos clientes estavam sofrendo golpes.

As instituições financeiras procuram garantir o máximo de segurança possível durante as transações que envolvem dinheiro, já que não é nada satisfatório ficar no prejuízo. Sendo assim, é válido oferecer essa modalidade de pagamento nas empresas, já que é possível receber o dinheiro das compras de forma rápida e segura. 

Gostou do nosso post? Então, aproveite para compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais para que seus amigos fiquem por dentro das novidades!

Se junte ao universo Tiquei

#somosmulti #somostiquei

Baixe gratuitamente: