Pedir empréstimo é a solução ou mais um problema? Saiba como analisar

Pedir empréstimo é a solução ou mais um problema? Saiba como analisar

Muitos empresários têm dúvidas na hora de pedir empréstimos. Afinal, esse é o tipo de transação que tem um custo que precisará ser arcado pela empresa e, em alguns casos, ele pode ser consideravelmente maior que o próprio recurso que foi levantado.

Nesse sentido, é fundamental que você tenha cuidado e analise bem a situação antes de entrar em uma operação de crédito. Pensando na importância do assunto nós resolvemos escrever este artigo.

Nele, mostraremos os principais produtos financeiros que existem na atualidade, o que deve ser levado em conta antes de solicitar um empréstimo e quais são as soluções que podem ser buscadas. Confira!

Quais são as principais categorias de empréstimo?

Para que você entenda o assunto é importante demonstrar os principais tipos de empréstimo que existem atualmente. Veja quais são eles!

Pessoal

O empréstimo pessoal, geralmente, é a porta de entrada dos produtos financeiros de uma instituição bancária. Ele não necessita de comprovação de destinação para ser aprovado e costuma ter taxas de juro altíssimas.

Empresarial

O empresarial pode ter várias subdivisões, podendo ser atrelado à compra de um bem, pagamento de contas, antecipação de recebíveis ou, até mesmo, como um crédito pessoal. As taxas são bastante variadas, de acordo com o risco que a operação apresenta ao banco.

Consignado

O empréstimo consignado é atrelado à empresa ou órgão público que uma pessoa trabalha. O desconto das parcelas ou, parte dele, é feito no próprio contracheque do trabalhador e, como o risco dessas operações são menores, a aprovação é mais facilitada.

Cheque especial

O cheque especial é uma espécie de crédito pré-aprovado que está à disposição da empresa no momento em que desejar. Entretanto, embora tenha o acesso facilitado, ele pode ter a taxa de juros mais alta de todo o mercado.

O que é preciso levar em conta antes pedir empréstimo?

Agora, mostraremos o que você deve avaliar antes de pedir um empréstimo em seu negócio. Continue lendo!

É possível renegociar a dívida?

O primeiro ponto, se você vai pegar o dinheiro para pagar uma dívida é fundamental verificar se é possível negociar o valor diretamente com o seu credor. Geralmente, esses acordos são mais baratos que os empréstimos.

O dinheiro é necessário no momento?

Outro ponto importante é verificar se, de fato, o dinheiro é necessário para a sua empresa. Para tanto, é interessante ter uma gestão financeira bem elaborada para enxergar a real necessidade desse valor.

A empresa será capaz de quitar o empréstimo com os juros?

Além disso, é necessário averiguar se a sua empresa é capaz de quitar o empréstimo acrescido dos juros. Nesse sentido, é importante saber administrar as finanças para que a empresa tenha capacidade financeira para arcar com os pagamentos mensais.

Existem outras formas de suprir a necessidade?

Por fim, é importante verificar se existem outras formas de suprir as necessidades do seu negócio. Por exemplo, se você precisa do valor para adquirir um equipamento pode verificar se é possível parcelar diretamente com o fornecedor.

Por fim, pedir empréstimo é uma tarefa que depende de muita análise por parte dos gestores do negócio, evitando solicitar um crédito sem que a empresa seja capaz de honrar com suas finanças. Dessa forma, esse procedimento de analisar a situação conforme citamos pode trazer muitos benefícios.

Gostou destas informações? Então, compartilhe este artigo em suas redes sociais. Dessa forma, mais pessoas terão acesso a esse tipo de informação.

Se junte ao universo Tiquei

#somosmulti #somostiquei

Baixe gratuitamente: