3 modelos de planilhas para controlar o recebimento de cheques

  • Post Category:Vendas
3 modelos de planilhas para controlar o recebimento de cheques

Realizar o controle de cheques que entram na empresa é essencial, visto que essa ainda é uma forma de pagamento muito utilizada para fazer compras a prazo. Dessa forma, uma planilha de controle de cheques é importante para manter as finanças bem organizadas.

Ao fazer o gerenciamento de cheques, é necessário ter, por exemplo, os dados dos emitentes e em qual banco ocorreu a compensação. Tratam-se de informações que precisam ser consultadas constantemente.

Logo, com a utilização de planilhas, será possível manter a rastreabilidade sobre essas informações. Continue a leitura e conheça 3 modelos de planilhas para controlar o recebimento de cheques!

1. Planilha de cadastro

Para fazer o controle de cheques por essa planilha, preencha com todas as informações do cheque e do emitente. Nomeie uma coluna como “Status” para manter um controle sobre eventuais problemas na compensação.

Afinal, sempre que um cheque que volta, é necessário descobrir qual foi o problema e providenciar uma solução mais rápido possível. Você só conseguirá tomar providências se mantiver um bom controle, não é verdade?

Ao preencher a coluna “Status”, considere as seguinte 4 situações:

  • compensado;
  • a compensar;
  • faltam “x” dias para compensar;
  • cheque pendente.

Utilizando esse tipo de planilha, fica mais fácil pesquisar cada emitente e outros dados importantes. Caso surja algum contratempo na compensação ou mesmo se você quiser saber, por exemplo, quem são os emitentes que nunca deram problemas, a planilha será muito útil.

2. Gráficos

Por meio da criação de gráficos, é possível observar visualmente a situação atual dos cheques. Na verdade, você pode elaborar dois gráficos para fazer um bom controle.

O primeiro pode indicar a quantidade de cheques, detalhando a quantidade dos que já foram compensados e quantos ainda falta compensar, sendo que o total apontará o número de cheques recebidos. Quanto ao segundo gráfico, pode mostrar os dados do primeiro gráfico em valores financeiros, permitindo avaliar a situação financeira dos cheques.

Com a criação de gráficos, é possível obter uma visão geral dos cheques. Assim, você poderá saber qual é valor a receber por todos os cheques, podendo realizar ações para lidar com as contas a pagar.

3. Tabelas dinâmicas

As tabelas dinâmicas do Excel permitem resumir informações com poucos cliques. Esse recurso é muito flexível e ideal para contribuir na avaliação de planilhas com elevada quantidade de dados.

O usuário pode mudar os valores entre lacunas e linhas em tempo real. As transformações são aplicadas e visualizadas instantaneamente, apresentando o resultado esperado com rapidez e agilidade.

Nesse sentido, é possível fazer o controle dos cheques com agilidade e até realizar mudanças no cadastro dos cheques conforme a necessidade, contribuindo para um processo mais eficiente.

Conforme você viu neste artigo, a criação de um planilha de controle de cheques é em uma das maneiras mais eficientes de gerenciar os valores recebidos nessa forma de pagamento. Afinal, com esse controle, é mais simples saber as datas de compensação e tomar providências para que os prazos sejam cumpridos da melhor maneira possível.

Gostou do nosso post? Então, veja também o nosso artigo com 5 dicas para gerir o fluxo de caixa para pequenas empresas!

Se junte ao universo Tiquei

#somosmulti #somostiquei

Baixe gratuitamente: